04/03/2015

As cores da Índia


A Índia é localizada na Ásia Meridional, um país onde tudo é intenso: desde a temperatura no verão até a pimenta nas comidas. A Índia abriga uma enorme diversidade de religiões, músicas, templos, palácios, temperos, jóias, olhares, histórias, sorrisos e muitas, muitas cores.


O sari, a tradicional roupa indiana, é usada geralmente pelas mulheres nativas, que optam por jóias brilhosas e cores vivas.


Happy Holi da Índia é uma mistura de saris e tintas, tornando-se um dos festivais de tinta mais coloridos e fantásticos de todos.


A cidade azul, Jodhpur, a segunda maior do estado de Rajastão. A cor azul predomina grande parte da cidade.



Também existe Jaipur, popularmente chamada de The City Pink. O Imperador Jai Singh II quis deixa-lá receptiva para os ingleses, e de acordo com a concepção hindu, a cor rosa indica hospitalidade.


A carne bovina e suína é rara (isso porque a vaca é considerada sagrada e o porco é impuro, no islamismo, judaísmo e hinduísmo). Dizem que é o paraíso dos vegetarianos, pois as comidas são preparadas com os melhores temperos (e uma quantidade absurda de pimenta, até mesmo os pratos "sem pimenta" tem um sabor picante).


Diante de tanta miséria, a fé do povo indiano permanece inabalável. 


Por algum motivo, não só pelas cores e pelos sorrisos intensos, a Índia me fascina. Quero algum dia poder ver o nascer do sol em uma montanha de Pushkar, dançar com um sári brilhoso, ouvir aquelas buzinas ensurdecedoras dos tuk tuk’s, tocar no Taj Mahal, observar a beleza do Amber Fort, sentir a tranquilidade espiritual em RishiKesh, conhecer melhor a terra de Gandhi, quero sentir todas as emoções da Índia.

Acho que me coração é metade indiano. E se eu acreditasse em reencarnação, diria que eu fui uma indiana na vida passada.

Termino o post sobre a fantástica Índia com uma pequena poesia de um respeitável poeta indiano:


Quando uma flor se abre,
nunca é apenas uma flor
- ela ativa um processo;
então, flores continuam a se abrir.
A primeira flor pode ser difícil,
mas as outras simplesmente virão.
A primeira experiência é difícil,
porque você não a permite.
Uma vez que a permitiu,
então não é só uma flor que se abre
- mil e uma flores vão se abrir...

Kabir


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente :)